A sua empresa tem projetos sustentáveis?

 

No início da jornada de sustentabilidade de qualquer empresa, é comum reunir um grupo de trabalho para pensar em algum “projeto sustentável”. Normalmente são criadas campanhas educativas internas, focadas em conscientizar os funcionários a apagar a luz, separar o lixo ou participar de uma campanha de voluntariado.

Até aí está tudo certo. Mas se depois de alguns meses os “projetos sustentáveis” não evoluírem para atacar temas mais estratégicos para a empresa, a iniciativa não terá futuro.

Pensando nisso, muitos profissionais bem intencionados propõem a criação de uma estratégia de sustentabilidade para a empresa. Esta é outra coisa que não tem futuro. Enquanto existir uma estratégia de sustentabilidade separada da estratégia da empresa, a primeira sempre ficará em segundo plano.

 

Certo, mas então como fazer?

 

Comece entendendo quais questões socioambientais mexem o ponteiro da empresa. Primeiro, busque muitos dados. Depois, reúna um grupo de pessoas provenientes de diferentes áreas da empresa e faça perguntas como:

  • Quais são as 3 matérias-primas que mais utilizamos? Elas são renováveis? Tóxicas? Geram alguma degradação ambiental?
  • Que impactos sociais a empresa causa? (Lembre de coisas como acidentes de trabalho, salários excessivamente baixos, clima organizacional, nível de estresse, relação ganha-perde com fornecedores, trânsito nos arredores da empresa, etc);
  • Existe alguma área em que há grandes oportunidades de aumento de eficiência, que chegue a reduzir 3% dos custos ou mais? (Pense no uso de energia elétrica ou gás se for uma fábrica, em otimização da logística se tiver distribuição ou em redução de filas se for um hospital);
  • Que novas práticas poderiam trazer inovação ou aumentar a relevância da empresa na sociedade, ao mesmo tempo que sejam benéficas para os negócios? (Exemplos: contratação de pessoas mais diversas para aumentar a criatividade, participação em alguma associação setorial, criação de um novo produto para diminuir deficiências nutricionais regionais).

 

CEOs dão ouvidos a reflexões como estas, pois elas deixam de ser periféricas e abstratas para tratar de questões centrais para a viabilidade e lucratividade da empresa.

Somente quando os “projetos sustentáveis” passam a fazer parte das prioridades da empresa de verdade é que eles transformarão a empresa e gerarão impacto positivo relevante na sociedade.

 

ebook.guiaprimeiros passos

 

Written by Denis Trindade