novembro 28, 2016 Blog Nenhum Comentário

Contribuições Nacionalmente Determinadas Pretendidas (Intented Nationally Determined Contributions): são as contribuições voluntárias que o Brasil pretende fazer para combater as mudanças climáticas.

 
Reduzir as emissões de gases de efeito estufa em 37% abaixo dos níveis de 2005, em 2025, com uma contribuição indicativa subsequente de reduzir as emissões de gases de efeito estufa em 43% abaixo dos níveis de 2005, em 2030. O Brasil, portanto, reduzirá emissões de gases de efeito estufa no contexto de um aumento contínuo da população e do PIB, bem como da renda per capita, o que torna esta contribuição, sem dúvida, bastante ambiciosa.

 

Mudanças no Uso da Terra

 

  • Alcançar, na região Amazônica, desmatamento ilegal zero e compensar emissões por supressão legal da vegetação até 2030;
  • Restaurar e reflorestar 12 milhões de hectares (Amazônia e Mata Atlântica);
  • Restaurar 15 milhões de hectares (adicionais aos 15 milhões de hectares das metas do Plano ABC para 2020) de pastagens degradadas até 2030;
  • Aumentar em 5 milhões de hectares (adicionais aos 4 milhões de hectares das metas do Plano ABC para 2020) de sistemas integrados de lavoura-pecuária-floresta;
  • Ampliar a escala de sistemas de manejo sustentável de florestas nativas, por meio de sistemas de georeferenciamento e rastreabilidade aplicáveis ao manejo de florestas nativas, com vistas a desestimular práticas ilegais e insustentáveis;

 

Setor agrícola e emissões

 

  • No setor agrícola, fortalecer o Plano de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (Plano ABC) como a principal estratégia para o desenvolvimento sustentável na agricultura, inclusive por meio da restauração adicional de 15 milhões de hectares de pastagens degradadas até 2030 e pelo incremento de 5 milhões de hectares de sistemas de integração lavoura-pecuária-florestas (iLPF) até 2030;
  • No setor industrial, promover novos padrões de tecnologias limpas e ampliar medidas de eficiência energética e de infraestrutura de baixo carbono;
  • No setor de transportes, promover medidas de eficiência, melhorias na infraestrutura de transportes e no transporte público em áreas urbanas.
     
    Ratificado em 04 de Novembro o Acordo de Combate ao Aquecimento Global – COP 21 começa a tomar forma através de ações efetivas para combater o aumento do aquecimento global. A COP 22 em Marrakech (07 a 18/11) vai definir quais ações serão tomadas pelos países que assinaram o acordo para atingir suas INDCs.

 

Written by Denis Trindade